Estrada

O rosto no asfalto. O corpo pesado, as articulações enrijecidas. Não conseguia se movimentar e nem mesmo perceber em que posição estava. Uma das mãos, colada ao solo, sentia a temperatura amena de um dia sem sol. Ouvia apenas a sua própria respiração. Ofegava para se manter calma ao sentir-se viva. Pensou em gritar, mas … Continue lendo Estrada

Foto

Sou eu? Não se parece comigo. Ah se eu soubesse que era tão linda. Meus olhos, muito mais bonitos. Essa criança já experimentou a morte e nem percebeu. Percebo eu. Sinto uma espécie de tranquilidade. Nenhuma tristeza, talvez estranheza: como aconteceu? Que menina linda, morreu, virou eu. Esse resto de infância. Esse resto de beleza. … Continue lendo Foto

Pane

Eduarda dava volta ao mundo todos os dias. “Good morning ladies and gentleman. Welcome aboard”. Tinha alguma coisa errada. “In a few moments, the flight attendants will be passing around the cabin to offer you hot or cold drinks”. O que eu faço?” – se perguntava dia e noite enquanto sorria servindo os passageiros. Sentia que … Continue lendo Pane